Veja como evitar dor de ouvido dentro do avião


Veja como evitar dor de ouvido dentro do avião

Neste artigo veja como evitar dor de ouvido dentro do avião.

Fizemos esta matéria bem como, de antemão, para você de alguma forma agregar mais conteúdo e inspirar boas ideias.

A princípio, em algum momento de sua vida durante uma viagem de avião, você sentirá fortes dores e a sensação de “tampar” os ouvidos.

Sobretudo, esses sintomas estão relacionados ao barotrauma, que é uma patologia relacionada às mudanças de pressão.

Pensando nisso, primeiramente é preciso saber que existem até lesões graves, como hipoacusia, vômitos e tonturas.

Segundo o Dr Gilberto Ulson Pizarro, otorrinolaringologista do Hospital Paulista, nesse sentido mudanças na pressão atmosférica podem causar lesões ao voar, mergulhar, descer ou atingir velocidades maiores do que o normal.

“Em todos os casos, a congestão nasal agravará o desconforto porque há menos ar entrando no nariz. A abordagem recomendada é parar o máximo possível e esperar que a situação volte ao normal para evitar um quadro mais grave”, explicou o médico.

Afinal, como prevenir ou amenizar problemas?

Em outras palavras, desfrute de uma viagem sem se preocupar.

Contudo, recomenda-se consultar um otorrinolaringologista para uma avaliação de ouvido e nariz.

Além disso, se você estiver resfriado, com gripe, rinite ou mesmo com dores de ouvido, evite viajar.

Se você precisar se expor a uma diferença de pressão que tenha uma dessas condições por exemplo, é recomendável manter o nariz desobstruído e usar goma de mascar.

“Bebês e crianças são mais sensíveis às mudanças de pressão, por isso, quando o avião decolar e / ou pousar, a melhor forma é usar mamadeira ou chiclete, se for uma criança”, aconselha a especialista.

Porém, dessa forma é importante lembrar que o uso de descongestionantes deve ser prescrito por um otorrinolaringologista para evitar potenciais efeitos colaterais como arritmia e hipertensão arterial.

“Depois de sofrer um barotrauma, o paciente deve marcar uma consulta com um especialista para tratar o problema e verificar se está agravado. Para lesões leves, leva em média 40 dias para se recuperar sem tratamento. As lesões mais graves podem causar surdez e labirintite. ”, por fim, concluiu o profissional.

Veja também:

>>> Confira: Tem medo de viajar de avião? Essas dicas vão te ajudar

>>> Como colocar anúncio no google?

>>> Ainda vale a pena investir em bitcoin?

>>> Como investir na bolsa de valores?

>>> Como investir em criptomoedas?

Vai mais um pouco de curiosidade aí?

Compartilhe nosso conteúdo!

Quantas estrelas ⭐⭐⭐⭐⭐ este artigo merece?