Veja a batalha árdua pela sobrevivência do cinema


Veja a batalha árdua pela sobrevivência do cinema

Neste artigo Veja a batalha árdua pela sobrevivência do cinema.

Separamos este artigo especialmente para você que, em primeiro lugar, possa se inspirar e absorver mais conhecimento.

Não é segredo que o cinema hoje enfrenta sérios obstáculos.

Claro, também estamos falando de estúdios, cineastas, produtoras, enfim, todos os envolvidos na Sétima Arte, mas neste artigo, falaremos especificamente sobre o cinema como um espaço físico.

Os serviços de streaming não impactaram apenas a indústria cinematográfica tradicional, mas também criaram “buracos” nas salas de cinema de grande, médio e pequeno porte, principalmente em países como o Brasil – problema que vem sendo agravado pela pandemia de covid-19.

Muitos cinéfilos deixam de frequentar esses espaços devido às muitas estreias exclusivas em circuitos digitais ou lançamentos limitados em cinemas físicos.

Nesse caso, o percentual de público ainda reluta em ir à sala devido à pandemia.

Como os cinemas podem ser autossustentável?

Veja-a-batalha-árdua-pela-sobrevivência-do-cinema-2

Os cinemas ganham receita de três maneiras: ingressos, comida e publicidade pré-filme.

Sem espectadores, mas com o aluguel do local a ser cobrado, a conta não é encerrada.

Segundo dados do setor obtidos pelo site Filme B, que monitora o mercado audiovisual, só a pandemia fez com que as receitas do cinema no Brasil caíssem 86%.

Se em 2019 atingimos o recorde de 3.500 salas de cinema em todo o país, só a pandemia já fechou mais de 300 – como observado, 40% das cidades do Brasil não têm uma única tela de cinema miserável.

Uma pesquisa de 2012 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mesmo antes da pandemia, a realidade das grandes redes de cinema e cinemas independentes e de rua era problemática.

Além do público barulhento e rude, há problemas de tela e acústica, cadeiras desconfortáveis, preços pouco atraentes, sem falar nos quartos mofados ou malcheirosos, dependendo do título exibido.

A experiência de assistir a um filme na tela grande não é mais agradável. Então, arrastar os espectadores para os cinemas hoje é um desafio ainda maior.

No entanto, a reabertura gradual de várias cidades ao redor do mundo sugere que, embora o público possa estar disposto a dar um novo voto de confiança, o desafio de oferecer uma experiência agradável é grande.

Por que gostamos de ir ao cinema?

Veja-a-batalha-árdua-pela-sobrevivência-do-cinema-3

Muitos espectadores relatam que o distanciamento social destaca aspectos da experiência do cinema que não são perceptíveis em casa.

Surpreendentemente: ter outros espectadores por perto é um desses fatores.

Além da catarse coletiva em qualquer cena do filme, o poder de concentração é outro grande fator citado para a escolha de sair de casa para o cinema.

Esse é certamente um obstáculo com o qual os serviços de streaming podem não estar contando.

Se eles podem oferecer filmes sem longas filas, podem marcar um horário, podem fazer uma pausa e fugir da multidão barulhenta comendo pipoca ao lado deles, eles têm concorrência por redes sociais, smartphones e até campainhas.

Em suma, a experiência de ir ao cinema, seja de uma franquia atual de super-heróis ou de um amado filme tailandês, envolve dedicação e foco que são, na melhor das hipóteses, impossíveis de alcançar em casa.

Veja-a-batalha-árdua-pela-sobrevivência-do-cinema-4

A batalha pela sobrevivência dos cinemas no Brasil e no exterior é menos por escolher filmes exclusivos na telona do que por oferecer uma experiência artística, ou seja, assistir a um filme não pode ser visto apenas como um hábito, consumo, mas como uma apreciação da arte.

Se diretores como Denis Villeneuve do longa “Duna” defendem que seus filmes podem ser vistos nos cinemas, tudo bem, porque em muitos aspectos, os filmes são projetados para usar apenas recursos profissionais alguns recursos que só os cinemas podem oferecer.

No entanto, para que isso seja uma realidade, as empresas com grandes, médias e pequenas redes de cinema precisam estar preparadas para atender às demandas das artes: som e imagem silenciosos, confortáveis ​​ou impressionantes.

Quando não uma combinação completa.

Você também pode gostar:

+ Fóssil gigante de ‘dragão do mar’ foi encontrado em reservas do Reino Unido

+ 6 curiosidades surpreendentes sobre a língua dos gatos

+ Déjà vu: Por que sentimos que já vivemos algo?

Fonte: www.megacurioso.com.br

Vai mais um pouco de curiosidade aí?

Compartilhe nosso conteúdo!

Quantas estrelas ⭐⭐⭐⭐⭐ este artigo merece?

5/5 - (1 vote)