Entendendo a regra do “silêncio incômodo” usada por executivos


Entendendo a regra do "silêncio incômodo" usada por executivos

Neste artigo veja, Entendendo a regra do “silêncio incômodo” usada por executivos.

Selecionamos um conteúdo especial exclusivamente para você leitor que, a princípio, possa absorver bastante conhecimento e inspirar conhecimentos relevantes.

Geralmente, esperamos que bons executivos sempre falem e respondam a quaisquer perguntas na ponta da língua.

Mas muitos líderes como Jeff Bezos e Tim Cook fazem exatamente o oposto: ficam em silêncio por até 20 ou 30 segundos antes de responder a uma pergunta difícil.

Isso é chamado de “regra do silêncio incômodo”. O consultor Justin Bariso (Justin Bariso) descreveu isso em seu livro “IE Applied, A Guide to Emotional Intelligence in the Real World”.

Este livro foi publicado em 2018, mas antes disso, pessoas muito importantes eram conhecidas por usar a tecnologia.

Em 1997, houve um caso famoso de Steve Jobs, quando um membro da audiência disse “ele não sabia do que estava falando”.

O elfo passou mais de dez segundos pensando no que dizer e então deu uma resposta de quatro minutos, com calma.

O discurso ganhou fama – você pode assisti-lo no YouTube.

Evitando “o calor do momento”

A principal lição dos discursos de Steve Jobs – e a estranha regra do silêncio – é pensar com cuidado antes de dizer qualquer coisa.

Muitos de nós ficam presos e se arrependem das respostas “na caixa” dadas sob a influência das emoções.

É claro que Jobs deve ter ficado perturbado, até mesmo zangado, com os comentários do jovem.

No entanto, ele não respondeu ao primeiro pensamento, como “vai para aquele lugar onde não tem sol”, ele fez uma longa pausa.

Foi nesse momento que ele conseguiu se acalmar e criar os discursos que fizeram seu nome.

As pessoas que fazem perguntas estúpidas esperam respostas no mesmo tom – e podem se sentir desconfortáveis ​​com seu autocontrole.

Daí o nome “Silêncio Perturbador”.

Entendendo-a-regra-do-silêncio-incômodo-usada-por-executivos-1

Essa regra tem a ver com o que os especialistas chamam de “inteligência emocional”.

Saiba lidar com suas emoções e não seja dominado por elas, mesmo em situações complexas.

O que separa os líderes dos liderados

O sucessor de Jobs, Tim Cook, usou a mesma técnica em suas reuniões, mantendo-se calado por 15 ou 30 segundos quando confrontado com perguntas difíceis.

Jeff Bezos, por outro lado, poderia passar muito tempo lendo o relatório na frente de todos antes de iniciar a reunião.

Isso significa que, para ser como eles, temos que começar a demorar muito para responder alguma coisa?

Isso funciona para alguém que não é um magnata da tecnologia?

Entendendo-a-regra-do-silêncio-incômodo-usada-por-executivos-2

O próprio autor diz que a perturbadora regra do silêncio não deve ser usada o tempo todo – nem é garantia de sucesso profissional.

Às vezes, precisamos reagir rapidamente, como ir à sua mesa quando seu chefe está bravo com uma emergência.

A questão é que, na maioria das vezes, você pode pensar, mesmo que apenas por cinco segundos, antes de dizer algo de que possa se arrepender.

Mais importante que o silêncio em si é pensar antes de falar.

Isso é o que diferencia os líderes dos outros nas reuniões: evite “pontos quentes” tanto quanto possível.

Você também pode gostar:

+ Quantos erros você viu na foto? Sua resposta mostrará como os outros o percebem

+ Como limpar o colchão com vinagre e bicarbonato de sódio

+ Aprenda a fazer um suporte para Notbook usando cano de PVC

Fonte: www.dicasonline.com

Vai mais um pouco de curiosidade aí?

Compartilhe nosso conteúdo!

Quantas estrelas ⭐⭐⭐⭐⭐ este artigo merece?