É possível existir uma cidade flutuante à prova de desastres? Te apresentamos a Oceanix


Oceanix

Separamos este artigo “É possível existir uma cidade flutuante à prova de desastres? Te apresentamos a Oceanix” especialmente para você que, em primeiro lugar, possa se inspirar e absorver mais conhecimento.

Não muito tempo atrás, primeiramente a teoria de uma cidade flutuante resistente a desastres poderia ter sido considerada a utopia mais estranha. Bem, não há necessidade. Um grupo de construtores, engenheiros e arquitetos apresentou um conceito de cidade flutuante acessível. Sobretudo, a ideia é construir áreas onde as pessoas possam viver de forma sustentável no oceano.

Ao contrário de antes, a diretora-executiva do Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), Maimunah Mohd Sharif, disse que o projeto será apoiado. Como tal, a ONU se juntará à empresa privada Oceanix, ao Massachusetts Institute of Technology (MIT) e ao The Explorers Club. Curioso? Venha descobrir “Oceanix”, a cidade flutuante e resistente a desastres!

Entenda

Segundo a Oceanix.org, o processo de urbanização costeira é responsável pela destruição de milhões de hectares de oceano e vida marinha. Quase 50% da população mundial vive em áreas costeiras. A elevação do mar e as mudanças climáticas complicam ainda mais as coisas.

Além disso, a crença é que um projeto de cidade flutuante resolverá o déficit habitacional e as ameaças representadas pela elevação do nível do mar. As próprias estruturas serão projetadas para resistir a todos os tipos de desastres, incluindo inundações, tsunamis e furacões de categoria 5. Literalmente uma cidade flutuante resistente a desastres.

A cidade será composta por várias plataformas hexagonais que podem acomodar cerca de 300 habitantes. O hexágono é ainda considerado uma das formas arquitetônicas mais eficazes. A plataforma como um hexágono, tem como objetivo minimizar o uso de materiais para construção. Cada conjunto de seis plataformas é visto pelos designers como uma espécie de “aldeia” onde se reúnem 10.000 moradores.

Os principais obstáculos hoje são psicológicos, não tecnológicos. As pessoas temem o termo “cidade flutuante” e isso as afasta dessa possibilidade. Por fim, Para ganhar a confiança dos cidadãos e dos políticos em geral, existe um projeto de criação de pequenas extensões de cidades já existentes. Hong Kong, Nova York ou Boston seriam locais de teste em potencial.

Siga o Feed Curioso no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeiro lugar.

Você também pode gostar:

Vai mais um pouco de curiosidade aí?

Compartilhe nosso conteúdo!

Quantas estrelas ⭐⭐⭐⭐⭐ este artigo merece?

5/5 - (1 vote)