A ciência diz que os cães podem prever suas emoções


Veja a seguir que A ciência diz que os cães podem prever suas emoções.

Separamos este artigo especialmente para você que em primeiro lugar, possa se inspirar e absorver mais conhecimento. 😉

A ciência diz que os cães podem prever suas emoções

Desde já, como um cachorrinho que não sabe como se sente pode sentir nossos sentimentos?

Sobretudo, os cães podem prever informações ocultas sobre os estados mentais humanos e explicar em detalhes como eles devem reagir a partir daí.

Além disso, este é um artigo intitulado “Os cães podem inferir informações ocultas da expressão emocional humana” pela pesquisadora Natalia Albuquerque Desenvolvido com Briseida Resende.

Psicologia da USP e Daniel Mills, Kun Guo e Anna Wilkinson da Lincoln University são publicados na revista científica Animal Cognition.

Bem como, as informações são do Jornal da USP.

Essa habilidade já foi considerada exclusiva dos humanos, mas as evidências científicas acumuladas nas últimas décadas mostram que não é o caso.

Do mesmo modo, a capacidade de reconhecer emoções foi observada em primatas (como os chimpanzés).

Eles podem reconhecer emoções entre si, mas apenas em um estudo de 2016 realizado pela pesquisadora Natalia e outros.

Este estudo prova que os cães vão além: eles reconhecem as emoções humanas, não apenas a sua própria espécie – os únicos animais que podem realizar esse feito.

Entretanto, em 2018, outro trabalho deste cientista mostrou que os cães respondem a esse tipo de reconhecimento de emoção de outra espécie.

“Então, o próximo passo é entender se eles entendem que o estado emocional de uma pessoa muda seu comportamento, para que possam se adaptar a essa situação”, explicou Natalia ao Jornal da USP.

Entenda como foi o estudo

A-ciência-diz-que-os-cães-podem-prever-suas-emoções-2
A ciência diz que os cães podem prever suas emoções

O experimento juntou 90 cães, duas atrizes, alguns objetos e uma sala no laboratório IP.

Esses animais são recrutados voluntariamente com base em critérios como saúde, não agressividade, adaptação a novos lugares e pessoas e sem problemas de visão – o que dificultará os testes.

Depois de se ajustarem à sala, os cães observaram a interação entre as duas atrizes que foram treinadas para mostrar expressões faciais neutras, positivas (alegria) ou negativas (raivosas) em todos os encontros.

Vestindo as mesmas roupas, eles passaram as coisas silenciosamente um para o outro e depois se sentaram com um pote de comida moída grosseiramente em uma das mãos e um jornal na outra.

A coleira é solta, para que o cão possa interagir com a atriz, e agora ambos têm uma expressão neutra.

Para conseguir ração, os cachorros tiveram que pedir a uma das mulheres – essa escolha revelou as capacidades desses animais.

A maioria dos cães decidiram interagir com atrizes que ficaram felizes durante a observação e evitar o contato com atrizes que já estavam zangadas antes.

Testes demonstraram que os cães levam em consideração as expressões faciais humanas ao tomar decisões, porque pode ser mais fácil obter a hospitalidade de uma pessoa mais amigável.

“A pesquisa evidencia que os cães levam em conta as expressões das emoções dos humanos para fazer escolhas. As pessoas poderão perceber o animal como um ser que presta atenção ao que fazemos e que toma suas decisões com base nisso. Desta forma, acho que podemos desenvolver uma relação mais saudável e respeitosa”

Professor Briseda, o co-autor deste trabalho, enfatizou que o importante não é tratá-lo como um ser humano, mas tratá-lo como um cachorro respeitado.

Fonte: www.portalraizes.com

Curta, comente e compartilhe nosso conteúdo!

Vai mais um pouco de curiosidade aí? 😉

Veja também:

>>> Pai busca ração para mãe que estava amamentando seus filhotes (video)

>>> O Gelo mais forte do mundo, entenda como é feito o ‘Pykrete’

>>> A cachorra foi abandonada na floresta, perdeu as quatro patas e após vaquinha recebe prótese de titânio